Vix Saudável

Seguir um estilo de vida saudável na grande Vitória agora ficou mais fácil!

Coma comida de verdade!

Aquela que não tem rótulo!

Mas no caso da comida ter rótulo...

...aprenda a ser um leitor deles!

Exercite-se

Nós fomos feitos para ficar em movimento!

Cuide bem do seu corpo

Você vai morar nele a vida inteira

sexta-feira, 29 de julho de 2016

#Vixreceitas Cookie de paçoca fit

Quando eu era criança amava um certo biscoito com desenhos e um creminho de chocolate dentro que era ótimo para passar o tempo haha
Mal sabia eu que existia coisa muito melhor na vida, e ainda por cima saudável!

A receita de hoje é da nossa musa das Receitas, a chef Susan Martha, e é um cookie de paçoca fit feito com grão de bico!!!


INGREDIENTES

- 1 xícara de grão de bico cozido
- 3/4 xícara de pasta de amendoim
- 1/4 xícara de mel
- 1 colher de sobremesa de essência de baunilha (opcional)
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 1/2 xícara de gotas de chocolate (use sem lactose se for intolerante ou vegano)

MODO DE FAZER

Adicione o grão de bico (sem a água), a pasta de amendoim e o mel a um processador e processe até virar uma pasta homogênea. Adicione a essência de baunilha e o fermento e misture rapidamente. Finalize com as gotas de chocolate.


Pré-aqueça o forno a 200 graus e cubra com papel manteiga. Com a ajuda de duas colheres, faça bolinhas e aperte em seguida com o garfo para ficar no formato do cookie. Asse por 20 minutos, deixe esfriar e prontinho! Delícia.



Rendimento: aproximadamente 20 cookies.

Você pode substituir as gotas de chocolate também por passas ou adicionar linhaça, chia, para melhorar ainda mais a qualidade nutricional do seu cookie.


Para ver mais receitas da chef Susan Martha, acesse www.amorpelacomida.com.br
Se testar a receita, não esqueça de postar uma foto bem bonita usando as hashtags #vixreceitas e #amorpelacomida

Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver mais sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver mais sobre procedimentos estéticos, clique aqui.
Para ver mais sobre receitas fit, clique aqui. 
Para saber quem somos, clique aqui.
Eu sou a Chef Susan Martha e tenho muito amor pela comida. Meu amor pela comida é tão, tão forte que fiz faculdade de Gastronomia justamente por isso. Lá, aprendi técnicas clássicas, que serviram como fermento para aumentar minhas habilidades de surpreender na cozinha e fazer minha criatividade borbulhar. Hoje, aplico técnicas de Gastronomia Funcional em pratos do dia a dia e desenvolvo substituições de ingredientes para tornar as receitas mais saudáveis. É assim que mantenho o equilíbrio da minha alma gorda.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Você está se autossabotando?!


Estar comprometido com dieta e com rotina de treinos não é uma tarefa fácil. Principalmente para quem está neste meio há pouco tempo. E a história fica ainda pior quando os resultados não estão aparecendo mais. É desanimador! Mas nem tudo está perdido, termine a leitura deste artigo e veja as coisas ficarem mais claras para você.
É importante frisar que quando você conseguir, efetivamente, criar o hábito e a rotina de seguir a dieta e treinar regularmente, suas chances de fracasso serão muito menores.  Isso porque o sucesso de um está diretamente ligado ao do outro.
Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!
·         Enquanto treinar e fazer dieta forem encarados como um sacrifício, tudo será mais difícil. É bem verdade que sempre será desafiador, mas se você não construir uma mentalidade positiva em relação a isso, nada feito;
·         A zona de conforto, como o próprio nome diz, é um lugar extremamente agradável. Mas entre ser agradável e ser positivo, existe uma distância muito grande. Para quem realmente está buscando ir além e conquistar um corpo muito mais saudável e bonito, permanecer com velhos vícios são verdadeiros tiros nos pés;
·         Pouco vai adiantar também, treinar bem durante muito tempo e mudar vários hábitos alimentares, mas não conseguir ter parâmetros para avaliar seus resultados. Por incrível que pareça, existem pessoas que treinam há anos e nunca fizeram uma avaliação física (não me diga que você é uma delas!). Isso é loucura!! Mas hoje em dia as coisas estão ainda mais fáceis; se por algum motivo você não tem a possibilidade de fazer uma avaliação na academia, você pode usar uma roupa como referência, uma fita métrica ou, mais simples ainda, fotos para analisar os seus progressos. Não tem desculpa.
Existem também outros “motivos” que são apontados como causadores de insucesso na academia: a academia não é das melhores, seu professor é mala, a academia é fria, a academia é quente, música muito alta, música muito baixa, muito cheia, vazia demais, longe da minha casa, está chovendo... Nenhuma dessas desculpas deve ser levada em consideração se você REALMENTE tem um objetivo.
Portanto arregace as mangas, mãos à obra e comece hoje a viver uma vida muito mais saudável. Daqui um ano você vai desejar ter começado hoje!
Conte comigo, sempre.


Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.

Ramon Luciano é graduado em educação física pela UFES/UNIROMA 2 (Tor Vergata - Itália) e atua como Personal Trainer em Vila Velha/ES. Siga @ramonluciano no instagram e no facebook.

Efeito Platô: O que estou fazendo de errado?


Você já percebeu que após alguns meses em um programa para emagrecimento a velocidade dos resultados fica menor até estagnar de vez? É o chamado e temível efeito platô. Para algumas pessoas ele é o responsável pela estagnação na perda de peso, ou seja, o vilão da dieta e da batalha contra os quilinhos extras.
O efeito platô é uma reação de adaptação do nosso organismo à dieta e ao estilo de vida, fazendo com que o indivíduo “estacione” o processo de emagrecimento, ou seja, paramos de perder peso. Isso ocorre porque nosso corpo se acostuma com a nova condição que foi imposta e passa a gastar menos calorias, desacelerando o nosso metabolismo. Já falamos sobre isso aqui.
Mas por que isso acontece?
Um dos possíveis motivos desse platô pode ser pela restrição de calorias excessiva. É preciso comer na quantidade certa para que isso ocorra de forma saudável e duradoura, ou seja, até que você conquiste o peso que deseja.
A realização excessiva de exercícios físicos, o consumo limitado de líquidos e longos períodos em jejum são prováveis causas também para o surgimento do efeito platô.  
Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!

Apesar dos riscos, as dietas da moda continuam a encantar muitas pessoas graças às promessas milagrosas de perda de peso, criando uma legião de pessoas insatisfeitas, com várias histórias de efeito sanfona e incapacidade de continuar a perder peso. Após tantas tentativas de emagrecer seguindo orientações equivocadas, a resposta do corpo, mesmo com atividade física e dieta balanceada, é menor e a orientação mais eficiente nesses casos é a paciência. É como se corpo estivesse se protegendo da desnutrição. Além disso, sempre que se promove um rápido emagrecimento, a composição do peso perdido é, em sua maioria, massa muscular e água. 
Para não entrar no efeito platô, a dieta precisa estar regularmente sendo recalculada quantitativamente e qualitativamente por um Nutricionista. As metas precisam ser revistas e novas estratégias formuladas! Cuide de sua saúde. Você conseguirá alcançar o seu objetivo!
Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.



Nutricionista Isabela Faria Campos    
CRN-ES 13101141
Sócia e Proprietária da Clínica Espaço Nutrir. Graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Espírito Santo.
Pós graduada em Nutrição Funcional e Nutrigenômica: Implicações Práticas na Nutrição Clínica e Esportiva. Mestranda em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Nutricionista voluntária na Associação Crescer Com Viver. CRN.ES-13101141



quinta-feira, 21 de julho de 2016

#Vixreceitas Cogumelos recheados


Cogumelos são uma excelente forma de obter proteínas sem consumir carnes. Além de possuírem uma boa quantidade de proteínas e fibras, ainda são muito menos calóricos que as carnes (e você ainda pode usá-los para aderir a segunda sem carne! Já falamos desta campanha aqui!)

A receita de hoje é tão fácil que é mais uma dica que uma receita!

INGREDIENTES

- 10 unidades de cogumelos paris grandes
- Recheio de sua preferência (hoje usei queijo gorgonzola)

Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!



MODO DE FAZER

Retire os talos dos cogumelos delicadamente de forma a deixar somente o buraco. Recheie a gosto. Regue com azeite de oliva e leve ao forno por 15 minutos. E é só. Juro que é só isso. E é uma delícia!
Mas para te ajudar, deixo outras ideias de recheios que já testei e são todos muito saborosos:

- Queijo cottage, limão e brócolis picado bem pequenininho
- Creme de ricota, temperos e cenoura ralada
- Hommus de grão de bico com queijo parmesão por cima
- Caprese: mussarela de búfala, tomate picadinho e manjericão (essa fica sensacional!)

E se você ainda quiser misturar ao consumo de carne, também pode fazer patê de frango desfiado ou molho de carne moída para usar no recheio. 


Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui

Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.



Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho.





terça-feira, 19 de julho de 2016

HIIT - Como fazer?

Já falamos aqui sobre a baixa eficiência do aeróbico comum quando comparado ao HIIT - exercícios intervalados de alta intensidade. Além de treinos intensos acelerarem o metabolismo e aumentarem a produção de GH, hormônio que auxilia o ganho de massa magra, eles ainda ajudam a reduzir o apetite.

Ou seja, se seu objetivo é reduzir gordura, o HIIT é pra você. Chega de ficar horas na esteira!


Os benefícios do HIIT já têm se tornado bastante conhecidos entre os praticantes assíduos de atividades físicas. Mas a pergunta que sempre fica é como fazer?!

1. Tabata

Faça de 7 a 8 séries de 20 segundos de intensidade máxima correndo ou pedalando e "descanse" por 10 segundos. O Descanso não deve ser parado, apenas diminua a intensidade, mas continue correndo ou pedalando. Isso dá um total de 4 minutos. "Mas só 4?!" Te garanto que você terminará esses 4 minutos "morto"!

Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!

2. Gibala

Faça um aquecimento de até 3 minutos. Depois, faça 10 séries de 1 minuto de exercício intenso e 1 minuto de "descanso". Esse método é um pouco mais demorado, dura 20 minutos, porém a intensidade aqui é menor, é um exercício intenso, porém não com intensidade máxima como no método Tabata.

Este método é mais indicado para pessoas iniciantes que podem ter dificuldades em manter uma intensidade máxima.

Você pode utilizar os métodos acima correndo, pedalando, pulando corda, na escada, no transport. Basta se atentar aos tempos e especialmente a intensidade.

Partiu torrar a gordura?!


Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.
Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho.




segunda-feira, 18 de julho de 2016

Açúcar: saiba seus outros nomes e fuja das pegadinhas!


Aprenda os outros nomes do AÇÚCAR e fuja das pegadinhas dos rótulos.
Você sabia que pode estar ingerindo AÇÚCAR mesmo quando no rótulo do produto está escrito: "Zero adição de açúcar", “Diet” ou “Light”???
Por conta disso muitas pessoas acreditam que não ingerem muito açúcar, pois no seu dia-a-dia quase não utilizam o açúcar de mesa nas preparações. Mas, na verdade está consumindo através de diversos alimentos industrializados.
O AÇÚCAR está na maioria dos alimentos processados até mesmo aqueles com sabor salgado, então ATENÇÃO, pois você pode estar consumindo açúcar em excesso e não está sabendo.
Isso acontece, pois a indústria de alimentos tenta mascarar seus produtos com outros tipos de açúcares (outros nomes), criando a ilusão de produtos “saudáveis”, podendo prejudicar quem tem a necessidade de controle rigoroso de açúcar, como é o caso dos diabéticos que sempre recorrem a produtos sem adição deste.

Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!

Saiba identificá-los: se na lista de ingredientes você encontrar qualquer um desses nomes abaixo, o produto TEM AÇÚCAR!!!
São eles: Maltodextrina, dextrose, xarope de milho, xarope de glicose, frutose, polidextrose, açúcar invertido, açúcar light, mel, melado, melaço, lactose, glucose, xarope de malte, açúcar cristal, néctares, açúcar mascavo, açúcar branco/refinado, caldo de cana, maltose, açúcar de confeiteiro e sacarose.
Exemplos de produtos Diet/Light/Zero que mais contém açúcar escondido:
Iogurtes, biscoitos, barrinhas de cereal, suco de caixinha, patês, carnes temperadas, embutidos (linguiça, salsicha, peito de peru, bacon), alguns pães, molhos para salada, entre outros.
Toda vez que você for comprar algum produto industrializado, não se prenda a embalagem e a tabela nutricional apenas, leia sempre a LISTA DE INGREDIENTES!
Não caia mais nessa pegadinha, FIQUE DE OLHO NOS RÓTULOS!!! Para aprender a ler os rótulos corretamente, clique aqui.

Para baixar nosso e-book grátis com dicas e receitas para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.

Aline Blanc é nutricionista e coach, especialista em nutrição clínica, esportiva e emagrecimento. Apaixonada pela nutrição e pela comida de verdade, passa longe dos modismos que rodeiam a nutrição atualmente. Acredita que a melhora na qualidade de vida e na estética corporal é conquistada através de uma alimentação saudável, simples, verdadeira, acessível e sustentável para qualquer pessoa. Conheça melhor seu trabalho nas suas redes sociais: www.facebook.com/alineblancnutri e @alineblancnutri no instagram





quarta-feira, 13 de julho de 2016

#Vixreceitas Pãozinho de banana, aveia e linhaça sem gluten sem lactose


E quando tem banana madura perdendo em casa a gente faz o que?! Cria receita nova!!!
A receita de hoje é uma delícia, super coringa para o lanche, proteica e pode ser congelada. Ótima para quem não tem muito tempo na correria do dia-a-dia. Então vamos lá!

INGREDIENTES



Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!


- 2 bananas bem maduras
- 2 ovos
- 1 colher de sopa cheia de uva passas
- 1 colher de sopa cheia de chia
- 1/2 xícara de aveia
- 1/4 xícara de farinha de linhaça
- 1/4 xícara de amido de milho
- 2 colheres de sopa de óleo de coco
- 1/2 colher de sopa de fermento
- Temperos a gosto (usei canela, gengibre em pó e essência de baunilha)

MODO DE FAZER


Bata no liquidificador as bananas, ovos, óleo de coco, amido, farinha de linhaça e temperos. Depois misture a aveia, chia, passas e o fermento. Eu usei forminhas de cupcake, mas você pode usar forma de bolo ou pão. Leve ao forno pré-aquecido a 250 graus por 20 minutos ou até o palito sair limpo.

Se testar a receita, não esqueça de postar uma foto bem linda com a hashtag #vixreceitas e marcando nosso perfil @vixsaudavel no insta ou Vix Saudável no face =)

DICA: Para deixar suas receitas saudáveis ainda mais saborosas, aprenda a utilizar temperos naturais e como combiná-los de forma a deixar sua comida mais deliciosa sem deixar de ser saudável. O guia de temperos foi criado pela nossa colunista Chef Susan Martha. Saiba mais sobre o guia de temperos aqui.

A Susan também desenvolveu um guia de reeducação alimentar com mais de 90 páginas com receitas simples, saborosas e calculadas para caber no seu orçamento. Saiba mais aqui. 

Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.

Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho.


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Abacate: vilão ou mocinho afinal?!

 
Durante um bom tempo o abacate, as castanhas e o coco foram vilões de muitas dietas por serem frutas com alto teor de gordura. Mas será que realmente elas fazem mal a nossa saúde? Hoje abordaremos um pouco mais sobre o abacate. Afinal ele é vilão ou mocinho da dieta?

O abacate sempre foi visto como um vilão por ser altamente calórico e gorduroso. Com o passar dos anos e com muitos estudos científicos, pesquisadores descobriram que apesar de ser uma fruta com alto teor de gordura, este possui compostos e características que proporcionam benefícios à saúde dos indivíduos. Cada 100g da fruta contém de 170 a 180 calorias, 85% delas proveniente da gordura.

O abacate também é fonte de muitos nutrientes, dentre eles entre eles a vitamina A, E, glutationa, beta-sitosterol, minerais, e é uma ótima fonte se ômega 9; destacam-se também as fibras e vitaminas.

Pesquisas mostram que o consumo de dietas ricas em gorduras monoinsaturadas (ácido oléico), em substituição a gorduras saturadas, exerce seletivos efeitos fisiológicos sobre humanos. Este tipo de gordura ajuda a diminuir os níveis de colesterol total, LDL colesterol (mau colesterol) e triacilgliceróis além de aumentar os níveis de HDL colesterol (bom colesterol).

Um estudo analisado por Lottenberg (2002) mostrou que o abacate é uma das frutas que mais se destaca pela sua qualidade nutricional. É rico em ácido oléico e b-sitosterol, uma gordura insaturada utilizada como coadjuvante no tratamento de hiperlipidemias.

Mais um dos inúmeros de benefícios dessa fruta é agir como anti-inflamatório natural e antienvelhecimento e reduzir os níveis de glicose no sangue diminuindo o estresse.

Se consumido na dosagem certa, próximo ao período noturno, o abacate estimula a produção do GH, o hormônio do crescimento, que nos adultos participa da formação dos músculos e faz o organismo usar a gordurinha estocada como fonte de energia. 

Com tantos benefícios à saúde fica difícil continuar considerando o abacate como um vilão!!!!!!!!!!



Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.

Nutricionista Isabela Faria Campos    
CRN-ES 13101141
Sócia e Proprietária da Clínica Espaço Nutrir. Graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Espírito Santo.
Pós graduada em Nutrição Funcional e Nutrigenômica: Implicações Práticas na Nutrição Clínica e Esportiva. Mestranda em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Nutricionista voluntária na Associação Crescer Com Viver. CRN.ES-13101141




quarta-feira, 6 de julho de 2016

Aeróbico em jejum: vale a pena?!


Na constante luta contra o sobrepeso, diversas alternativas vem surgindo e o AEJ, aeróbico em jejum, ficou famoso nos últimos tempos. Alguns pesquisadores estudaram os efeitos do AEJ para comprovar ou não a sua eficácia:
  • Gillen (2013): comparou o efeito de 6 semanas de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) com dois grupos, um em jejum e outro alimentado. Ambos os grupos reduziram gordura, aumentaram massa magra e a capacidade de oxidar gordura. Qual foi a diferença entre os grupos? NENHUMA. Não houve diferença entre o grupo alimentado e o grupo em jejum. Ou seja, o fator determinante para os resultados foi a intensidade do treinamento, e não o fato de estar ou não alimentado.
  • Paolli (2011): analisou a diferença entre aeróbio de baixa intensidade em indivíduos alimentados e em jejum. Após 24 horas, concluiu que a diferença foi significante a favor do grupo alimentado. Ou seja, os resultados foram melhores no grupo alimentado.
  • Calles-Escandon et al (1991): este estudo foi o que obteve o melhor resultado sobre a oxidação de gordura no AEJ. Concluiu-se que foram oxidados apenas 16g de gordura, ou seja, aproximadamente uma colher de sopa de azeite. 
Você acorda cedo, com fome e vai fazer um aeróbico de baixa intensidade com a promessa de oxidar mais a gordura? Bem, acho que não vale o esforço...

*Texto adaptados dos IG dos personal trainers @gutogalamba e @taynanluchi



Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.

Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho.