Vix Saudável

Seguir um estilo de vida saudável na grande Vitória agora ficou mais fácil!

Coma comida de verdade!

Aquela que não tem rótulo!

Mas no caso da comida ter rótulo...

...aprenda a ser um leitor deles!

Exercite-se

Nós fomos feitos para ficar em movimento!

Cuide bem do seu corpo

Você vai morar nele a vida inteira

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Exercício aeróbico: principal emagrecedor?


Durante muito tempo, os exercícios aeróbicos receberam o "título" de principal atividade física emagrecedora. Isso mudou. Mas porque mudou?

Primeiramente, para que você entenda plenamente a atual abordagem de emagrecimento é necessário que tenha a mentalidade aberta ao novo, que não se baseie apenas em experiências práticas.

Os exercícios aeróbicos que normalmente são prescritos para o emagrecimento são as caminhadas, trotes, ciclismo e corrida - todos em baixa intensidade. E justamente por serem pouco intensos é que apresentam pouca eficácia na perda de peso.  É quase uma regra geral: quanto menor for a intensidade do exercício, menor será a demanda de recuperação fisiológica, respiratória e hormonal depois do treino.
Ao contrário, depois de atividades realmente intensas, nosso corpo funciona para recuperar todos os danos e alterações que sofreu. E justamente nesse momento, você está emagrecendo.

Os aeróbicos perderam força quando a musculação passou a ser utilizada como ferramenta de emagrecimento e quando os exercícios intervalados - principalmente os de alta intensidade, ganharam grande representatividade. A partir do momento em que você tem a possibilidade de utilizar essas duas modalidades de exercícios, certamente terá o seu caminho encurtado para a sua jornada vitoriosa de se tornar uma pessoa mais magra.

Entenda que, uma vez que você não possua nenhuma restrição que impeça ou limite o seu treino, quanto mais intenso ele for, melhor. Atenção: não estou dizendo para sair correndo feito um desesperado, muito menos para encher de peso os aparelhos da academia. Qualquer exercício a ser realizado deve passar sob avaliação de um professor de Educação Física. Portanto, consulte o seu professor!!
 
Caso tenha alguma dúvida, deixe nos comentários que eu respondo!
 
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.
 
Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Ramon Luciano é graduado em educação física pela UFES/UNIROMA 2 (Tor Vergata - Itália) e atua como Personal Trainer em Vila Velha/ES. Siga @ramonluciano no instagram e no facebook.
 
 
 

 

terça-feira, 28 de junho de 2016

Comer de 3 em 3 horas emagrece: MITO


Sabe aquela afirmação que de tanto a gente ouvir, acaba virando verdade?
Quantas vezes você já ouviu que precisa comer de 3 em 3 horas porque acelera o metabolismo?

E se eu te contar que isso é um grande mito?
É isso mesmo que você leu. 

Comer de 3 em 3 horas é apenas uma das inúmeras estratégias utilizadas na nutrição para que as pessoas não passem grandes períodos em jejum de forma que acabem comendo demais na próxima refeição. Dá certo em boa parte dos casos e por isso acabou virando verdade. Mas o fato é que essa estratégia não funciona para pessoas compulsivas, por exemplo. Muitas vezes as refeições ficam tão fracionadas e pequenas que a pessoa está sempre com fome e sempre contando os minutos para chegar a hora do lanche. Ninguém consegue passar uma vida assim e a dieta acaba indo pro espaço (se reconheceu nesta situação?).

Uma das maiores justificativas utilizadas para uma pessoa ter que se alimentar de 3 em 3 horas é que isso acelera o metabolismo. 
Não há estudos que comprovem este fato. Muito pelo contrário. Um estudo recente mostrou que 3 refeições com alto conteúdo proteico provocaram mais saciedade do que seis refeições mais fracionadas do mesmo conteúdo.

Outro ponto citado pelos defensores da alimentação de 3 em 3 horas é que ficar muito tempo sem comer consome a massa magra. Isso é verdade. Porém, "muito tempo" neste caso é de 16 a 28 horas sem comer após o fim dos estoques de glicogênio. Ou seja, utilizar esta justificativa para uma alimentação de 3 em 3 horas não faz o menor sentido.

Então, qual a recomendação?
O intervalo entre as refeições varia muito de pessoa para pessoa. O que nós queremos deixar claro é que comer de 3 em 3 horas é uma estratégia, não algo obrigatório e essencial ao seu emagrecimento. Portanto, se você coloca despertador pra tocar na hora do lanche e se obriga a comer sem querer, ou come um micro lanche porque não pode comer mais já que são muitos lanches por dia, você já pode parar.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.

Para baixar nosso e-book grátis com dicas e receitas para a reeducação alimentar, clique aqui.















Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho. 



quarta-feira, 22 de junho de 2016

Como reduzir o apetite com o treino


Já falamos aqui sobre a importância de treinar em alta intensidade, uma vez que assim tendemos a gerar os melhores estímulos tanto para o emagrecimento quanto para a hipertrofia muscular, além de gastarmos muito menos tempo na academia.

Mas agora você tem ainda mais um motivo para treinar intenso: um estudo recente publicado no Journal of Clinical Nutrition mostrou que após uma sessão de exercícios com alta intensidade os indivíduos apresentaram uma redução da fome e da vontade de comer (são coisas diferentes). Os cientistas chamaram este fenômeno de anorexia induzida pelo exercício.

Também após exercícios de alta intensidade, os indivíduos aumentaram o interesse por alimentos pouco calóricos e reduziram o interesse por alimentos com alto de teor de calorias!!! Também houve um aumento da sede e da temperatura corporal nestes casos.

Resumindo, além do exercício de alta intensidade ser mais eficiente, trazer melhores resultados em termos de condicionamento físico, saúde e estética, ser mais rápido, ainda está relacionado com a diminuição da fome e a tendência a comer alimentos saudáveis!!!

E aí, vai continuar passando horas na esteira?

*Coluna baseada no texto do Educador físico e nutricionista Bruno Fischer.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.


Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho. 












Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

#Vixreceitas Brownie de caneca sem glúten sem lactose

Aquela vontade de comer um docinho sem sair demais da RA, docinho rapidinho pra aquecer o coração e adoçar a alma. Que tal esse brownie de caneca que fica em pronto em um minutinho?


INGREDIENTES SECOS

- 1 colher de sopa de açúcar demerara
- 1 colher de chá de flocos de amaranto
- 2 colheres de sopa de amido de milho
- 1 colher de sopa de açúcar mascavo
- 1 colher de sopa de farinha de arroz
- 1 colher de sopa de cacau 100%
- 1 colher de chá de farinha de linhaça


INGREDIENTES MOLHADOS

- 2 colheres de sopa de óleo de coco
- 5 colheres de sopa de água
- 5 gotas de essência de baunilha (opcional)


MODO DE FAZER

Misture todos os ingredientes secos, junte-os aos molhados em uma caneca que possa ser aquecida e leve ao microondas por um minuto. Como esta receita não leva ovo, ele não precisa ser cozido e o ponto do brownie é como na foto abaixo, úmido.


DICAS

Se quiser, você pode trocar o amaranto por flocos de quinoa.
Você pode adicionar também duas colheres de leite em pó se não for intolerante a lactose (fica mais gostoso!).
Para dar um "croc", você pode adicionar castanhas em pedaços, pedacinho de chocolate amargo ou sementes de girassol, como eu fiz (para não adicionar muitas calorias ao brownie).


Se testar nossa receita, não se esqueça de postar uma foto usando a hashtag #vixreceitas, vamos adorar curtir a sua criação!

Para deixar suas receitas saudáveis ainda mais saborosas, aprenda a utilizar temperos naturais e como combiná-los de forma a deixar sua comida mais deliciosa sem deixar de ser saudável. O guia de temperos foi criado pela nossa colunista Chef Susan Martha. Saiba mais sobre o guia de temperos aqui.

A Susan também desenvolveu um guia de reeducação alimentar com mais de 90 páginas com receitas simples, saborosas e calculadas para caber no seu orçamento. Saiba mais aqui. 

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.


Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho. 
Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

sábado, 18 de junho de 2016

Diet x Light

 
Há quem acredite que comer produtos diet, light ou zero emagrece, o que é um erro.
 
Um alimento diet não necessariamente é pobre em calorias. Alguns são adicionados de mais gorduras, para melhorar, por exemplo, o sabor. É preciso ter atenção, pois o termo diet não significa sempre ausência de açúcar.
 
Mas afinal de contas, você sabe realmente o que os dois termos significam e qual a diferença entre eles?
 
DIET
O termo diet significa que o alimento apresenta quantidades insignificantes ou são isentos de determinado nutriente. Um exemplo são os alimentos sem adição de açúcar. Mas atenção, se refere a ausência de qualquer nutriente, não necessariamente açúcar, apesar de ser o mais comum.
São formulados para grupos específicos da população como diabéticos, celíacos, intolerantes ou alérgicos a lactose.
 
LIGHT
O termo light significa reduzido. Um alimento pode ser "reduzido ou light" em valor energético, açúcares, gorduras totais, gorduras saturadas, colesterol e sódio. É necessária uma redução de no mínimo 25% da quantidade de algum nutriente ou do valor energético em relação ao alimento convencional.
 
Logo, ser light ou diet não quer dizer que vai te ajudar a emagrecer ou que é saudável. Se você busca o emagrecimento, essas não são as melhores escolhas!
 
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.

Aline Blanc é nutricionista e coach, especialista em nutrição clínica, esportiva e emagrecimento. Apaixonada pela nutrição e pela comida de verdade, passa longe dos modismos que rodeiam a nutrição atualmente. Acredita que a melhora na qualidade de vida e na estética corporal é conquistada através de uma alimentação saudável, simples, verdadeira, acessível e sustentável para qualquer pessoa. Conheça melhor seu trabalho nas suas redes sociais: www.facebook.com/alineblancnutri e @alineblancnutri no instagram


Para baixar nosso e-book grátis com dicas e receitas para a reeducação alimentar, clique aqui.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

#Vixreceitas Hambúrguer vegano de lentilha e grão de bico

A chef Susan Martha nos ensina uma receita de hambúrguer de grão de bico e lentilhas, que apesar de vegano, é super proteico!


Mas antes de te ensinar a receita, nós temos uma pergunta: você conhece o Movimento Segunda sem Carne?


Para quem ainda não conhece, a Campanha Segunda sem Carne se propõe a conscientizar as pessoas sobre os impactos que o uso de produtos de origem animal para a alimentação tem sobre os animais, a sociedade, a saúde e o planeta. Atualmente, a agropecuária é responsável por mais de 18% do aquecimento global. 

A Vix Saudável apoia a campanha e por isso hoje nossa receita é vegana, para te ajudar a aderir com receitas deliciosas, que tal? 


INGREDIENTES:
  • 500 g de grão de bico cozido (+/- 2 x)
  • 500 g de lentilha (+/- 2 x)
  • Suco de 1 limão tahiti
  • 1 cebola roxa pequena
  • 4 dentes de alho moídos ou picadinhos
  • 1 pimenta dedo de moça picada sem sementes
  • 4 c de sopa de shoyo
  • Salsinha e coentro a gosto (pode ser qualquer tempero verde)
  • Pitada de pimenta síria (opcional)
  • 1 x de farinha de arroz
MODO DE PREPARO HAMBÚRGUER VEGANO:
  • Processe no multiprocessador o grão de bico, a lentilha, a cebola, os dentes de alho, a pimenta dedo de moça e tempere com o shoyo e o suco de limão.
  • Adicione os temperos verdes e secos que você preferir, eu usei pimenta síria.
  • Retire esta pasta do multiprocessador e coloque em uma bacia, então junte a farinha de arroz aos poucos, provavelmente você vai precisar de toda a xícara, mas é melhor colocar aos poucos e encontrar a textura que não grude nas mãos.
  • Molde hambúrgueres do tamanho que preferir, mas se você moldar eles pequenos esta receita rende aproximadamente 15 unidades.
  • Você pode assar em forma com papel manteiga untada em forno pré-aquecido a 200º C por aproximadamente 15 minutos de cada lado.
  • Este hambúrguer fica mais gostoso se frito com um pouco de gordura em frigideira antiaderente, assim ele fica com uma casquinha crocante por fora e macio por dentro. Frite cada lado até dourar e está pronto.
Se testar nossas receitas, não se esqueça de postar uma foto bem bonita utilizando as hashtags #amorpelacomida e #vixreceitas!

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver mais sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver mais sobre procedimentos estéticos, clique aqui.
Para ver mais sobre receitas fit, clique aqui. 
Para saber quem somos, clique aqui.

Eu sou a Chef Susan Martha e tenho muito amor pela comida. Meu amor pela comida é tão, tão forte que fiz faculdade de Gastronomia justamente por isso. Lá, aprendi técnicas clássicas, que serviram como fermento para aumentar minhas habilidades de surpreender na cozinha e fazer minha criatividade borbulhar. 
Hoje, aplico técnicas de Gastronomia Funcional em pratos do dia a dia e desenvolvo substituições de ingredientes para tornar as receitas mais saudáveis. É assim que mantenho o equilíbrio da minha alma gorda.




Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

5 motivos para manter o foco no inverno


O inverno ainda não chegou, mas a temperatura nos últimos dias já nos alarmou sobre o que está por vir. E nesse momento de baixas temperaturas, tendemos a adotar uma série de hábitos que são extremamente prejudiciais para os nossos resultados e, principalmente, para a nossa saúde. 

Sejamos francos: acordar cedo, seguir a dieta, ter disposição para se exercitar - especialmente em atividades ao ar livre - seguir a dieta, manter a frequência de treinos, já falei sobre manter a dieta? rs Tudo isso é mais difícil em um ambiente propício para abusarmos do edredon e esquecermos os tênis. Mergulharmos em caldos e fondues e apagarmos da memória a tão preciosa salada. Assim não dá!

Mas se você está pensando que este artigo vai te incentivar a chutar o balde de vez, você está muito enganado! Hoje vou te dar 5 motivos para você continuar empenhado em atingir as suas metas:

1. Com a queda das temperaturas é muito comum apresentarmos ressecamento das narinas, irritação nasal, coriza, entre outros. Mas seguindo com os treinos e a dieta, você consegue ajudar o seu organismo a ficar longe de todos esses problemas.

2. No inverno realmente tendemos a "gastar mais calorias". Mas isso só irá ser uma verdade se você se mantiver treinando e se alimentando bem. Ou você realmente acha que só as temperaturas baixas já são suficientes para você emagrecer?

3. "No inverno se constrói o corpo do verão". Este é praticamente um mantra para quem pratica exercícios físicos, e de fato é uma grande verdade. Uma vez que você passou pelo momento mais crítico do ano com louvor, você certamente se manterá muito motivado para as estações mais quentes do ano. Além de estar alguns bons passos a frente de quem vai deixar para se cuidar na última hora.

4. Se realizar treinos outdoor não for uma possibilidade pra você, não tem problema. Hoje contamos com muitos serviços indoor de excelente qualidade (academias, estúdios, box, clubes etc), e você encontrará um que caiba no seu bolso e seja agradável para este período. 

5. Já que treinar no frio é menos motivante, que tal acabar com o exercício rapidamente e ainda acelerar os seus resultados? Não deve ser novidade para você que os treinos intensos são excelentes para o emagrecimento e o ganho de massa magra. Além dos resultados serem melhores, eles não costumam ser de longa duração. Converse com seu professor, ajuste a intensidade dos seus treinos e tenha ainda mais resultados treinando no inverno.

Não se esqueça de que o cuidado com a sua saúde não deve existir em "estações", deve ser um trabalho contínuo e durar a vida inteira. Da mesma forma que no inverno construímos o corpo do verão, aos 20-30 anos construímos nossa saúde dos 70. Acredito que você não vai querer abrir mão de tudo isso agora por causa de um friozinho, vai?!

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.

Ramon Luciano é graduado em educação física pela UFES/UNIROMA 2 (Tor Vergata - Itália) e atua como Personal Trainer em Vila Velha/ES. Siga @ramonluciano no instagram e no facebook.








Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Batata doce tem baixo índice glicêmico?

A batata doce se tornou a queridinha do mundo da dieta e dos amantes da academia por ser um carboidrato complexo, que é uma opção melhor para quem quer emagrecer ou ganhar massa magra e por ter um baixo índice glicêmico. Já falamos o que é índice glicêmico aqui. 

Mas pra quem não leu, resumidamente índice glicêmico quer dizer que os carboidratos podem ser absorvidos rapidamente ou lentamente e essa velocidade está diretamente relacionada com a concentração de glicose e insulina no sangue. De uma maneira geral, quanto mais rápido o carboidrato é absorvido, maior o pico de insulina que aumenta o risco de doenças como diabetes tipo II e doenças cardíacas, além do aumento do acúmulo de gordura.

Baseado nisso, carboidratos de alto índice glicêmico devem ser evitados e devemos dar preferência aos carboidratos de médio ou baixo índice glicêmico. E é aí que entra a pegadinha!

Um estudo publicado em 2006 no British Journal of Nutrition avaliou o impacto da forma de preparo de alguns alimentos em seu índice glicêmico e os resultados mostraram que o índice glicêmico da batata doce varia de acordo com a forma que você a prepara!!!

A batata doce cozida apresentou um IG de 46 (baixo), enquanto a frita e assada apresentaram um IG de 76 e 94, respectivamente, todos os dois considerados altos!
E pasmem, sabe o chips de batata doce? Tem IG maior que o açúcar refinado!!!

Portanto, a batata doce é um excelente e saudável alimento? SIM.
A batata doce tem baixo índice glicêmico? DEPENDE.

*Texto adaptado do IG @fischerbruno

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.


Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho. 











Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.