Vix Saudável

Seguir um estilo de vida saudável na grande Vitória agora ficou mais fácil!

Coma comida de verdade!

Aquela que não tem rótulo!

Mas no caso da comida ter rótulo...

...aprenda a ser um leitor deles!

Exercite-se

Nós fomos feitos para ficar em movimento!

Cuide bem do seu corpo

Você vai morar nele a vida inteira

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Suplementação: Arginina – o que é e pra que serve?

A arginina é um aminoácido básico. Ou seja, quando consumimos proteínas, elas são quebradas e transformadas em arginina possibilitando sua absorção e utilização.


PRA QUE SERVE SUA SUPLEMENTAÇÃO?

A suplementação oral de arginina atua como substrato para a síntese de óxido nítrico (NO), que possui o efeito de aumentar a vasodilatação em pessoas saudáveis (leva mais sangue e oxigênio aos tecidos e órgãos). Além disso, estudos tem demonstrado que a suplementação oral de arginina pode melhorar a vasodilatação induzida pelo exercício em pessoas com doenças cardiopulmonares.

Um estudo feito por Nascimento et al., (2014) examinou o efeito de curto prazo na suplementação de L-Arginina e exercícios de resistência sobre o perfil lipídico e proteínas inflamatórias sanguíneas (proteínas ligadas a doenças como diabetes, obesidade etc) em homens com excesso de peso. Nesse estudo, foram selecionados sete homens com média de 46 ± 5 anos, peso corporal de 93,1 ± 12,0 Kg e IMC 31,7 ± 3 kg/m2 e eles foram divididos em grupos com 6 g/dia de arginina por 7 dias e grupos sem suplementação.

Em conclusão, eles viram que a suplementação de L-Arginina em curto prazo combinada com exercício de resistência, induzia uma redução nos níveis de LDL-Colesterol. Além disso, observou-se que o exercício de resistência, provavelmente promove efeitos protetores, reduzindo os níveis de proteínas inflamatórias.

Pesquisas demonstram também que a arginina é eficaz para reduzir sintomas de ansiedade.

PAPEL NOS MÚSCULOS E NO EMAGRECIMENTO

A arginina tem importante atuação na síntese proteica no organismo, além de agir na perda de gordura, já que seu armazenamento torna-se limitado.

A l-arginina ainda funciona como intermediária da síntese do fosfato e da creatina, importantes agentes na explosão de força durante os treinos, ajudando também na recuperação dos músculos após o período de atividade, fornecendo um maior fluxo sanguíneo para as regiões que foram mais tensionadas.

Além disso, essa suplementação ainda auxilia na estimulação de hormônios de crescimento (GH) responsável pelo estímulo ao aumento de massa magra.

Para concluir, pode-se dizer que a arginina aumenta a capacidade de realização dos exercícios e a produção de proteínas.


Obs: Ao tomar o seu suplemento, sempre procure um profissional capacitado. Tire suas dúvidas com ele. Não inicie a suplementação sem saber se você deve ingeri-la ou não. 

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.

Larissa Scarparo Rocha é nutricionista graduada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), pós graduanda em Nutrição Clínica e Esportiva pelo Instituto de Pesquisas Ensino e Gestão em Saúde (IPGS) e mestranda em Nutrição e Saúde pela UFES. Também é sócia e proprietária da empresa Espaço Nutrir em Guarapari/ES.






Ao longo do meu processo de reeducação alimentar, quando perdi mais de 18kg, aprendi que organização é essencial para o sucesso! Reuni 10 dicas infalíveis de organização e planejamento em um e-book para ajudar quem quer seguir o mesmo caminho. Para baixar, clique aqui:http://eepurl.com/bN_OUv
É grátis! =)

terça-feira, 24 de maio de 2016

Exercícios para gestantes, devem ou não praticar?


Há quem acredite que as grávidas devem apenas descansar e se alimentar bem para manter a saúde, mas quem pensa assim está muito enganado. 

As futuras mamães podem (e devem!) praticar exercícios, mas precisam buscar orientações profissionais e indicações de seus médicos para não terem problemas com a atividade escolhida, aumentando assim a disposição e o bem-estar

Exercitar-se é um ótimo recurso para manter o peso, prevenir dores e também doenças. A atividade física diminui dores na Lombar, previne e controla a diabetes e a hipertensão gestacionalPraticar exercícios melhora a disposição e a aptidão física, previne os inchaços, melhora a depressão pós-parto e aumenta a autoestima, uma vez que mulheres ativas tendem a voltar à boa forma em pouco tempo. 

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Auckland (Nova Zelândia) e pela Arizona University (EUA) com 84 grávidas comprovou que os exercícios durante a gestação afetam diretamente os bebês. Metade dessas mulheres teve de andar de bicicleta cinco vezes por semana, por 40 minutos, e apresentou melhores resultados de saúde do que as demais.
Descobriu-se que mães com SOBREPESO tendem a ter filhos maiores e propensos a ter mais doenças. Mães saudáveis consequentemente têm bebês saudáveis. Algumas pesquisas relatam uma menor probabilidade de obesidade no futuro desta criança, pois ela está ativa também na barriga da mãe.

Nos primeiros seis meses de gravidez, há maior possibilidade da gestante ganhar peso. Por essa razão, nesse período são recomendadas atividades aeróbicas, mas sempre controlando a intensidade e a duração. 

Já no último trimestre, quando ocorrem mudanças posturais, devido ao aumento da barriga, são necessários exercícios de fortalecimento do CORE e alongamentos específicos. Além de preparar a musculatura, essas atividades podem aliviar as dores e ajudar a manter a postura. É importante ressaltar que uma gestante ativa e com a musculatura bem trabalhada consegue ter mais resistência na hora das contrações e maiores condições cardiovasculares e musculares para esforços.

INTENSIDADE DOS EXERCÍCIOS


O tempo de duração das atividades pode variar: de 30 a 45 minutos, de duas a três vezes por semana para gestantes sedentárias e de 45 minutos até 1 hora, de três a cinco vezes por semana para mamães ativas

Atividades intensas, de alto impacto ou que ofereçam risco de queda, como corridas, spinning, jump, lutas e ciclismo devem ser evitadas. A intensidade do exercício deve ser de leve moderada e a frequência cardíaca, controlada. 

Para além da atividade física, as grávidas devem se alimentar de forma equilibrada em todos os períodos da gestação.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver mais sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver mais sobre procedimentos estéticos, clique aqui.
Para ver mais sobre receitas fit, clique aqui. 
Para saber quem somos, clique aqui.

Felipe Toscano Destefani, personal trainer, formado pela UFES. Atua nesse mercado há 15 anos. Especialização (Latu Senso) em treinamento desportivo e treinamento funcional.

Ao longo do meu processo de reeducação alimentar, quando perdi mais de 18kg, aprendi que organização é essencial para o sucesso! Reuni 10 dicas infalíveis de organização e planejamento em um e-book para ajudar quem quer seguir o mesmo caminho. Para baixar, clique aqui: http://eepurl.com/bN_OUv
É grátis! =)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Barrinhas de cereal, amigas ou inimigas?

Nem sempre temos tempo de preparar nossos lanches e precisamos recorrer a opções mais rápidas como as barrinhas de cereal. Mas com tantas opções no mercado, qual barrinha escolher? 😕
 
Por serem práticas, são ideais para carregar para todos os lugares e são conhecidas como amigas da dieta na hora de uma emergência (fome). Mas nem todas são tão saudáveis assim e ainda prejudicam o processo de emagrecimento. A maioria das barrinhas de cereais são riquíssimas em açúcares, algumas possuem gordura vegetal (trans), são pobres em fibras e proteínas. Reparem a lista enorme de ingredientes!
 
Para ajudá-los, separei algumas opções de barrinhas feitas somente com frutas secas, sementes e castanhas. São naturais, sem adoçantes artificiais, sem conservantes, sem edulcorantes, sem adição de açúcares e sem gorduras trans. As barrinhas da foto abaixo são ótimas opções para lanche:
 
 
Mas para não ter que ficar preso a marcas, é muito importante que você fique atento ao rótulo na hora de escolher a melhor em termos nutricionais e não olhar somente as calorias.
 
Se você só olha as calorias dos produtos, sinto muito te dizer: Mas está perdendo seu tempo! Menor teor que calorias não significa que o produto é a melhor opção para ser consumido.
A leitura da Tabela Nutricional é de EXTREMA importância, pois é a partir dela que verificamos se o produto é de melhor qualidade nutricional. Quanto menor a lista de ingredientes, maior a chance de o produto ser mais saudável. Por isso, EVITE alimentos ricos em gordura vegetal (trans), açúcar, aditivos, corantes e sódio. Veja como ler a tabela nutricional de um alimento:
 
Agora não tem mais desculpas e dê adeus as barrinhas de cereais cheia de xarope de glicose, milho, frutose entre outros açúcares disfarçados em alimentos que se dizem saudáveis.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.
Para baixar nosso e-book grátis com dicas e receitas para a reeducação alimentar, clique aqui.
 
Aline Blanc é nutricionista e coach, especialista em nutrição clínica, esportiva e emagrecimento. Apaixonada pela nutrição e pela comida de verdade, passa longe dos modismos que rodeiam a nutrição atualmente. Acredita que a melhora na qualidade de vida e na estética corporal é conquistada através de uma alimentação saudável, simples, verdadeira, acessível e sustentável para qualquer pessoa. Conheça melhor seu trabalho nas suas redes sociais: www.facebook.com/alineblancnutri e @alineblancnutri no instagram.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Emagrecer para hipertrofiar ou hipertrofiar para emagrecer?



A maioria das pessoas que frequentam academias, provavelmente, em algum momento já escutaram as seguintes frases: “Se você quer emagrecer, tem que treinar com cargas mais baixas e fazer mais repetições. 3x15 é o ideal.”, “Quem quer ganhar massa muscular faz sempre de 8 a 12 repetições.”, “Primeiro você tem que emagrecer para depois ganhar massa muscular.” e por ai vai...
Mas será mesmo que isso tudo é verdade? Será que se eu quiser emagrecer e fizer 10 repetições, vai ser perda de tempo? Será que eu preciso emagrecer para hipertrofiar, ou o contrário?

A resposta é, com certeza, não! E para justificar isso vou me basear em argumentos muito simples.
1-      Os nossos músculos não sabem contar! Eles basicamente respondem à estímulos (já abordei este tema aqui há um tempo atrás);

2-      É necessário que você saiba que quando treinamos em zonas de intensidade diferentes (3 séries de 6 a 8 e 3 séries de 12 a 15, por exemplo) nós estamos apenas PRIORIZANDO determinado estímulo e resposta. Entenda que PRIORIZAR é completamente diferente de RESTRINGIR. Os estímulos não ocorrem de maneira independente e, sim, apresentam maior ou menor evidência. Por isso, busque sempre a alternância de estímulos para que seu corpo apresente diferentes respostas e você obtenha os melhores resultados;

3-      Já que o nosso corpo não tem a capacidade de restringir apenas um estímulo, você já pode estar imaginando que terá dificuldades em tentar emagrecer para depois ganhar massa muscular, certo? Isso acontece porque, quando você faz a musculação de maneira intensa e regular associada também a um bom plano alimentar, as suas possibilidades de obter hipertrofia ao mesmo tempo em que emagrece são MUITO ALTAS. Assim, esqueça as sequências “lógicas” que sempre são ditas por ai e pense que seu corpo precisa ser treinado e as consequências disso serão, dentre outras, a perda de peso e ganho de massa muscular;

4-      Uma das maneiras pela qual emagrecemos é através da resposta de reconstrução tecidual que ocorre após o treinamento. Quando conseguimos treinar intensamente, os nossos músculos tendem a sofrer uma série de microlesões que necessitarão de tempo e muita energia para que possam recuperar completamente as suas capacidades funcionais. E toda essa energia é obtida, principalmente, do tecido adiposo (a maior fonte de energia no corpo humano);

5-      Um dos fatores que realmente vai definir se você vai emagrecer ou hipertrofiar com o seu treino é a DIETA. Sem ela devidamente ajustada para os seus objetivos, dificilmente você terá resultados sólidos na academia. Portanto, não desperdice seus esforços e tenha a mesma disciplina com a alimentação e o treinamento.

Resumindo: a informação mais importante que você pode tirar deste artigo é que não existe uma ordem sequencial para primeiro emagrecer e depois hipertrofiar ou vice versa. O que existe é uma complexa interação de fatores que acontecem em resposta ao treinamento de força. Portanto, faça o seu melhor na sala de musculação e com a sua alimentação e obtenha resultados que jamais teve!
Ainda ficou com dúvidas? Deixe sua pergunta nos comentários que irei responder.
Bons treinos.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui. Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.
Ramon Luciano é graduado em educação física pela UFES/UNIROMA 2 (Tor Vergata - Itália) e atua como Personal Trainer em Vila Velha/ES. Siga @ramonluciano no instagram e no facebook.
 
 
 
Ao longo do meu processo de reeducação alimentar, quando perdi mais de 18kg, aprendi que organização é essencial para o sucesso! Reuni 10 dicas infalíveis de organização e planejamento em um e-book para ajudar quem quer seguir o mesmo caminho. Para baixar, clique aqui: http://eepurl.com/bN_OUv
É grátis! =)
 
 
 
 

#Vixreceitas Torta de chocolate sem glúten sem lactose

Vai receber amigos em casa ou tem uma ocasião especial e não gostaria de furar a dieta, mas também está morrendo de uma vontade de gordice?


Esta receita da chef Susan Martha do canal do youtube Amor pela Comida é perfeita para servir em uma festa e você nem precisa dizer que ela é sem glúten e sem lactose que ninguém vai perceber.

INGREDIENTES RECHEIO:
1 x de tâmaras hidratadas de um dia pra outro na geladeira
1/2 x de cacau em pó 50%
2 c de sopa de cacau em pó 100%
1/2 x de biomassa de banana verde (para saber como fazer sua própria biomassa, clique aqui)
2 c de sopa de melado, mel ou agave
Pitada de pimenta síria/jamaica ou canela em pó (opcional)

MODO DE PREPARO:
Escorra a água das tâmaras e leve todos os ingredientes ao multiprocessador.
Armazene em um pote fechado na geladeira enquanto você faz a massa da torta mousse.

INGREDIENTES MASSA CROCANTE:
1 x de grão de bico cozido
1 ovo
2 c de sopa de gordura de coco ou algum óleo neutro
2 c de sopa de castanha do Pará
2 c de sopa de mel
1/2 x de farinha de coco (para saber como fazer sua própria farinha de coco, clique aqui)
1 c de chá rasa de goma xantana

MODO DE PREPARO CROSTA:
Processe o grão de bico cozido com o ovo, a gordura de coco, a castanha do Pará e o mel.
Retire essa pasta e coloque em uma bacia e adicione a farinha de coco e misture com as mãos.
Depois que a farinha de coco estiver incorporada acrescente a goma xantana, misture para agregar na massa e sua massa está pronta para assar.
Unte com óleo uma forma de fundo removível de aproximadamente 16 cm de diâmetro.
Coloque a massa em partes, comece colocando as laterais, pressionando bem pra deixar ela com a mesma espessura. Depois coloque o restante da massa no fundo. Gaste um tempo neste procedimento porque se sua torta estiver muito grossa de um lado e fino de outro ela vai assar desigualmente e não vai dar certo.
Fure toda massa com um garfo e leve em forno pré-aquecido a 180º C por mais ou menos 40 minutos. Se você utilizar uma forma maior e sua massa ficar um pouco mais fina que a minha esse tempo será inferior, fiquei de olho no forno.
Deixe esfriar por completo e aí sim coloque o recheio reservado.

PARA COBERTURA DE AMÊNDOAS:
Em um frigideira coloque um pouco de óleo e doure 100g de amêndoas em lâminas. Mantenha o fogo baixo e vá mexendo sempre pra elas dourarem por igual.
Se você não for intolerante a lactose doure as amêndoas na manteiga, o sabor é muito melhor.
Depois de douradas escorra as amêndoas em um papel toalha e coloque sobre o mousse.

PARA SERVIR:
Deixe a torta na geladeira de um dia para o outro.
No dia seguinte caso a torta esteja um pouco grudada na lateral, você pode passar uma faca ao redor antes de tirar ela do aro.
Depois é só servir, ela fica muito gostosa, você come sem peso na consciência e ainda mata o desejo de comer uma gordice.

DICAS:
A farinha de coco pode ser substituída por farinha de aveia.
As castanhas da massa são opcionais, mas elas dão um sabor ainda mais gostoso.
As amêndoas podem ser substituídas por qualquer outra castanha que você preferir e se elas já forem torradas você não precisa fazer o procedimento de dourar na frigideira, apenas pique-as grosseiramente na faca ou faça tipo farofa no multiprocessador.

Se você testar nossa receita, não se esqueça de postar uma foto bem linda e usar as hashtags #amorpelacomida e #vixreceitas, vamos amar curtir sua criação!
 
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver mais sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver mais sobre procedimentos estéticos, clique aqui.
Para ver mais sobre receitas fit, clique aqui. 
Para saber quem somos, clique aqui.

 
Eu sou a Chef Susan Martha e tenho muito amor pela comida. Meu amor pela comida é tão, tão forte que fiz faculdade de Gastronomia justamente por isso. Lá, aprendi técnicas clássicas, que serviram como fermento para aumentar minhas habilidades de surpreender na cozinha e fazer minha criatividade borbulhar. 
Hoje, aplico técnicas de Gastronomia Funcional em pratos do dia a dia e desenvolvo substituições de ingredientes para tornar as receitas mais saudáveis. É assim que mantenho o equilíbrio da minha alma gorda.
 
 
 
 
Ao longo do meu processo de reeducação alimentar, quando perdi mais de 18kg, aprendi que organização é essencial para o sucesso! Reuni 10 dicas infalíveis de organização e planejamento em um e-book para ajudar quem quer seguir o mesmo caminho. Para baixar, clique aqui: http://eepurl.com/bN_OUv
É grátis! =)
 
 
 

 
 

Apps de celular para ajudar no treino em casa

Muita gente tem dificuldades de frequentar as academias seja por timidez, por não gostar das atividades, por dificuldades financeiras entre outros vários motivos.
Então hoje nós separamos sugestões de 2 aplicativos de celular gratuitos que podem te ajudar a treinar não só em casa, quanto no parque ou em qualquer outro lugar.
Seven e Sworkit
 1. Sworkit
Com o Sworkit, você faz login com uma conta do facebook e ele te pede algumas informações como ano de nascimento, gênero e metas.
 

Após incluir essas informações, você terá acesso a treinos de 4 sessões: força, cardio, alongamento e yoga. É bem interessante porque existem vários treinos como alguns mais leves para iniciantes e outros de intensidade moderada a alta. Após escolher o seu treino, você vai selecionar por quanto tempo quer se exercitar.

 

Ele vai te mostrar em vídeos animados como é a execução do exercício e depois vai começar a contar o tempo para você repetir. Os exercícios vão sendo trocados até fechar um circuito no tempo que você determinou. Você pode ainda incluir treinos personalizados que já ficam prontos no app. Ao final do seu treino, ele estima quantas calorias foram queimadas.
 

Quer receber todas as receitas e novidades do nosso site? Clique aqui para se cadastrar!

2. Seven
O Seven também é um app gratuito e trás a ideia de um joguinho. Você não precisa fazer login nem fornecer outras informações. Existem vários tipos de treino e você escolhe qual deseja fazer e quantos circuitos. Cada circuito possui 7 minutos e por isso o nome do app.
 

Após a escolha do treino, ele mostra também em vídeos animados e narrados (assim como no sworkit) a execução dos exercícios. Cada exercício dura 30 segundos de repetição com intervalo de 10 segundos para descanso. Você pode ver diferentes posicionamentos do exercício movendo a própria tela.
 

A parte bacana do seven é que ele te dá 3 vidas. Cada dia que você deixa de treinar você perde 1 vida. Se deixar de treinar mais de 3 vezes no mesmo mês, ele apaga todo o seu histórico e você tem que começar tudo de novo. Você só destrava novos treinos a medida que vai evoluindo, portanto, é um incentivo legal para quem gosta de jogos não desistir.
Gostou? Não tem desculpa pra não treinar agora ne? =)
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, 
clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.
Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho.