segunda-feira, 18 de abril de 2016

Açaí: como consumir?


O açaí é um dos alimentos mais nutritivos que existem. De sabor e cores fortes, ele é um dos queridinhos das academias por dar energia para os treinos.

O açaí é rico em vitaminas, cálcio, ferro, fibras, fósforo, minerais e potássio. Por conter ômega-6, ômega-9 e outros ingredientes, ele ajuda a reduzir o mau colesterol e ajuda a regular o bom. Além disso, é uma das frutas com maior capacidade antioxidante.

Mas cuidado, o açaí que você compra pode ser um lobo em pele de cordeiro. Siga essas dicas e consuma açaí sem comprometer a Reeducação alimentar:

1. O açaí que é vendido na maioria das lanchonetes, sorveterias e açaíterias é repleto de açúcar e/ou xarope de glicose que comprometem muito os resultados de quem busca o emagrecimento.

2. Independente do seu objetivo, o açaí que faz bem a saúde é a própria polpa 100% açaí sem adição de açúcares. Você pode utilizar um adoçante de sua escolha para adoçar. Para saber quais são os adoçantes indicados para consumo, clique aqui.

3. O açaí é uma fonte de gorduras boas, além de ser uma opção de low-carb (baixo carboidrato). 100 g de polpa têm apenas 5 g de carboidrato.

4. Uma boa combinação é utilizar uma fonte de proteína junto ao açaí, como whey protein ou leite em pó. Dependendo dos seus objetivos, você pode incluir também opções como granola, frutas, nibs de cacau, aveia.

5. Quando for comprar a polpa, veja os ingredientes. Ela não deve conter nenhum tipo de açúcar, nem xarope, nem maltodextrina (alguns se dizem zero açúcar, mas contêm maltodextrina que é ainda pior).

*Texto adaptado do IG do nutricionista João Paim

Para baixar nosso e-book grátis com dicas de sucesso para a reeducação alimentar, clique aqui.
Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, 
clique aqui.

Meu nome é Maísa Pimenta, tenho 31 anos, casada. Sou engenheira de produção e um belo dia não entrei na minha calça 44. Decidida a não aumentar mais um número voltei ao manequim 38 com a ajuda de profissionais muito competentes. Apaixonada pelo novo estilo de vida decidi criar esta plataforma para ajudar quem queira seguir o mesmo caminho. 


0 comentários:

Postar um comentário