segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Termogênicos. Funcionam? Quais podem? Quais não podem?


Os termogênicos são usados com o objetivo de acelerar a queima de gordura, melhorar a performance e dar mais disposição durante o treino.
Eles podem ser encontrados através dos alimentos (pimenta, canela, gengibre, água, chá verde) e dos suplementos.
 
Os suplementos trazem maiores resultados, mas o risco de algum efeito colateral aparecer é grande.  Os suplementos termogênicos mais conhecidos são a cafeína, o ácido linoleico conjugado (CLA) e os a base de medicamentos estimulantes (ex. efedrina).
A efedrina acelera o metabolismo no indivíduo facilitando a queima de gordura através da produção de calor e atua no sistema nervoso central do indivíduo. Devido aos seus efeitos colaterais, o uso desse medicamento foi proibido. Seu uso pode causar aumento da pressão arterial, palpitações, tremores, vertigens, perda do apetite, nervosismo e irritabilidade. O uso em excesso pode levar a infartos e até mesmo a morte do paciente.
A cafeína é utilizada com grande frequência com o intuito de reduzir a fadiga, aprimorar o desempenho físico, principalmente em atividades de longa duração, além de estimular a lipólise (“quebra da gordura”). Sua ingestão deve ser de 1 a 2 horas antes do exercício.  Seus efeitos colaterais podem ser batimentos cardíacos mais acelerados, ansiedade, náuseas, dores de cabeça, tremores musculares e insônia. 
Dica: se o treino for a noite, não ingira o suplemento a base de cafeína, pois a chance de ter insônia é grande.
 
O ácido linoléico conjugado (CLA), que representa um conjunto de isômeros do ácido linoléico (ômega-6), tem sido considerado um potente agente anti-obesidade, pelas suas possíveis propriedades moduladoras no metabolismo das gorduras. Entretanto, seu efeito ainda é controverso.  Estudos demonstram uma redução no tecido adiposo com doses acima de 3 g/dia, principalmente na região abdominal de obesos e no tecido muscular esquelético. O CLA também pode apresentar efeitos indesejáveis, como a redução do HDL-colesterol em indivíduos com síndrome metabólica e o aumento da glicose e insulina de jejum.

Se você pratica alguma atividade física e quer iniciar o uso de termogênico, não faça por conta própria, tome cuidado com seu uso. Além de possuírem efeitos colaterais, são contraindicados para pacientes com hipertensão, problemas cardiovasculares, problemas gastrointestinais, insônia, depressão, diabetes.
 
Conclusão
 
Termogênicos não são eficazes como única alternativa para a perda de gordura, somente uma dieta eficaz e exercícios de alta intensidade podem trazer o resultado adequado. Os termogênicos são somente um adicional e caso deseje utilizar, procure um nutricionista.

Para ver mais sobre alimentação, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre exercícios físicos, clique aqui.
Para ver nossas matérias sobre procedimentos estéticos e fisioterapia, clique aqui.
Para conhecer nossas receitas saudáveis, clique aqui.
Larissa Scarparo Rocha é nutricionista graduada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), pós graduanda em Nutrição Clínica e Esportiva pelo Instituto de Pesquisas Ensino e Gestão em Saúde (IPGS) e mestranda em Nutrição e Saúde pela UFES. Também é sócia e proprietária da empresa Espaço Nutrir em Guarapari/ES.










Ao longo do meu processo de reeducação alimentar, quando perdi mais de 18kg, aprendi que organização é essencial para o sucesso! Reuni 10 dicas infalíveis de organização e planejamento em um e-book para ajudar quem quer seguir o mesmo caminho. Para baixar, clique aqui:http://eepurl.com/bN_OUv

É grátis! =)

0 comentários:

Postar um comentário